Diane Nelson deixa a presidência da DC Entertainment após 22 anos!

Diane Nelson deixa a presidência da DC Entertainment após 22 anos!

A Presidente da DC Entertainment, Diane Nelson havia se afastado da Warner Bros. em março com uma licença, porém agora foi revelado que ela não retornará para o estúdio.

O CEO da Warner Bros. Entertainment, Kevin Tsujihara, falou sobre a saída da executiva:

“Diane tem sido amiga e colega, assim como um membro valioso da família Warner Bros., há mais de 20 anos. Ao longo do seu mandato, a liderança e as contribuições dela ajudaram a moldar o jeito como o estúdio opera hoje e somos melhores por tê-la tido no nosso time. Enquanto estamos tristes pela sua partida, respeitamos e apoiamos completamente sua decisão. Qualquer que seja o próximo capítulo dela, sei que ela fará dele algo incrível.”

Nelson divulgou uma nota sobre sua saída:

“A Warner Bros. tem sido minha casa há mais de 20 anos com uma grande variedade de experiências profissionais. Os últimos nove anos – reconstruindo e gerenciando a DC Entertainment – foram particularmente um privilégio. Com o apoio e o talento da nossa equipe e criadores, tenho orgulho de deixar a DC ainda mais forte do que quando entrei. Sentirei saudades de todos – especialmente minha equipe de gerência executiva -, sem os quais nenhuma das nossas conquistas seriam realizadas. E estou ansiosa para minha nova aventura profissional.”

Diane Nelson foi responsável por desenvolver um relacionamento próximo com J.K. Rowling, e ajudou a tornar Harry Potter uma das maiores franquias e marcas do século 21. Além disso, ela também criou parcerias com a divisão de TV da Warner e foi uma das responsáveis por trazer as séries da DC para as telinhas.

Por enquanto, Thomas Gewecke assumirá interinamente como presidente da DC Entertainment, onde irá supervisionar o trabalho de outros grandes executivos e criadores da DC, como Dan DiDio, Jim Lee, Geoff Johns Amit Desai.  Enquanto isso, Pam Lifford fica no antigo cargo de Nelson na área de produtos da Warner Bros.

Fonte: Hollywood Reporter