CINEMA | Esquadrão Suicida - Crítica

Crítica – Esquadrão Suicida

Logo no início, somos apresentado a personagem Amanda Waller (Viola Davis), que resolve pedir a permissão para a inteligência dos EUA para montar uma Força-Tarefa X como a opção de proteger o país dos meta-humanos por causa das consequências dos eventos de Batman vs Superman. E assim, através de flashbacks o filme começa a apresentar os vilões do Esquadrão Suicida, entretanto é bem mesclado e na dosagem certa.

Eu gostaria de dar destaque para alguns personagens:

A Viola Davis conseguiu entregar uma Amanda Waller excepcional, igual nos quadrinhos, uma personagem muito arrogante que não gosta de ser desafiada e que muitas vezes ela consegue se tornar uma pessoa muito pior que os próprios vilões do Esquadrão.

CINEMA | Esquadrão Suicida - Crítica

O Will Smith conseguiu passar todo o drama que envolve o personagem do Pistoleiro, toda a relação dele com a filha são bastante sentimentais e muito tocante. E como já esperávamos, em certo momento do filme o Pistoleiro assume a liderança do Esquadrão, como nas HQs e na animação.

CINEMA | Esquadrão Suicida - Crítica

Margot Robbie está sensacional como a Arlequina, praticamente roubou o filme. Ela conseguiu transmitir  as características das HQs e trazer para a tela, uma personagem brincalhona, psicopata e que possui uma atração pelo Coringa.

CINEMA | Esquadrão Suicida - Crítica

Outro personagem que eu gostaria de dar destaque é o Diablo. Ele foi o personagem que teve a melhor evolução narrativa nesse filme. Conforme o filme vai passando, você começa a entender as motivações desse personagem e começa a simpatizar muito com ele.

CINEMA | Esquadrão Suicida - Crítica

Agora vamos falar do Jared Leto como o Coringa. Leto simplesmente apresentou um novo Coringa nos cinemas, totalmente gângster, um líder do crime e com uma atuação brilhante. Entretanto, ele é usado muito mais para desenvolver o arco da Arlequina, deixando muito claro que esse não é um filme do Coringa e sim do Esquadrão.

CINEMA | Esquadrão Suicida - Crítica

Esquadrão Suicida está com um elenco sensacional e entrega tudo o que é prometido, está cheio de cenas de ação, o roteiro está legal, possui alguns diálogos que não era muito necessário ser colocado e acredito que um dos pontos fracos desse filme pode ter sido algumas cenas um pouco mal editadas e com cortes na trama e em certos momentos, o filme me pareceu que estava com um ritmo um pouco mais lento, entretanto, não é nada que prejudica o roteiro do filme drasticamente. O filme possui bastante fan service para o pessoal que gosta de ler os quadrinhos. Posso dizer que em algumas cenas eu consegui me divertir. Ah, e o filme possuí uma cena pós-créditos, então não saia do cinema antes de assistir.

Obs: Essa crítica foi realizada por um autor específico e não reflete toda a opinião do site.

Ficha Técnica:

Título no Brasil: Esquadrão Suicida
Título Original: Suicide Squad
Diretor: David Ayer
Roteiro: David Ayer
Data de estreia: 04 de agosto de 2016
Duração: 123 minutes
Elenco:
Will Smith – Pistoleiro
Margot Robbie – Arlequina
Viola Davis – Amanda Waller
Jared Leto – Coringa
Joel Kinnaman – Rick Flag
Jai Courtney – Capitão Bumerangue
Jay Hernandez – El Diablo
Adewale Akinnuoye-Agbaje – Crocodilo
Cara Delevingne – June Moone/Magia
Adam Beach – Amarra
Karen Fukuhara – Katana
Ben Affleck – Bruce Wayne/Batman
Ezra Miller – Flash

Trailer do filme:

Categorias